Painel 4. Língua, Literatura, Cultura e Educação

21 de Junho – Painel 4. Sessão 1
11.40h/13.00h – Auditório Piso 1

Novos espaços pós-coloniais em mistida do guineense Abdulai Sila (1958-)Joseph Abraham Levi
The George Washington University

Claridade – fazer luz, adensar as sombras
Sérgio Neto
Centro de Estudos Interdisciplinares (CEIS20) da Universidade de Coimbra

Literatura e trajectória social das mulheres em Cabo Verde: A escritura de autoria feminina
Simone Caputo Gomes
Universidade de São Paulo

Reformas recentes do sistema educativo da Guine- Bissau: Compromisso entre a identidade e a dependência
Antónia Barreto
Instituto Politécnico de Leiria.
Centro de Estudos Africanos (CEA-IUL)

22 de Junho – Painel 4. Sessão 2
9.30h/10.50h – Auditório Piso 0

Quando e onde começa(m) o(s) crioulo(s) ? Hoje e ontem
Jean-Louis Rougé
Departamento das Ciências da Linguagem.Universidade de Orléans

“O mestiço é que foi o criador da sociedade e da cultura caboverdiana”: reflexões em torno do pensamento de Gabriel Mariano
Cátia Miriam Costa
Universidade de Évora e  Centro de Filosofia da Ciência e Universidade Lisboa

A construção identitária Cabo-verdiana na literatura e o Brasil como paradigma imaginário: Em busca da Pasárgada
Érica Antunes Pereira
Universidade de São Paulo. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo

Memórias descuidadas: a estrela negra na poética crioula de Eneida Nelly
Dejair Dionísio
Universidade de Cabo Verde e Universidade Estadual de Londrina