4.1

NOVOS ESPAÇOS PÓS-COLONIAIS EM MISTIDA DO GUINEENSE ABDULAI SILA (1958-)

Joseph Abraham Levi
The George Washington University
jalevi21@gwu.edu

Apesar de, como o resto do continente africano ao sul do Sara, a Guiné-Bissau ter tido uma pletora de manifestações literárias — primeiramente transmitidas em forma oral e depois, gradualmente, impressas em revistas, jornais, gazetas, panfletos, gramáticas, dicionários, antologias, compêndios e livros, sobretudo após a sua independência (24 de Setembro de 1973; 10 de Setembro de 1974) —, a prosa guineense deverá esperar até à aparição das obras de Abdulai Sila (1958-) para poder finalmente entrar no patamar do género narrativo ficcional em prosa existente nos demais países e áreas de língua oficial portuguesa. Os três romances de Abdulai Sila — Eterna paixão (1994), A última tragédia (1995) e Mistida (1997) — serão assim os pioneiros a definir ou pelo menos a oferecer possíveis parâmetros para o cânone literário guineense até àquela altura ainda muito fluidos, ou melhor, por causas de força maior, em constante evolução, definição e transformação. A tríade silana, sobretudo Mistida, será assim o nosso ponto de partida para explicar esta tomada de consciência, esta decisão de finalmente oferecer às Letras o seu contributo tipicamente guineense: nasceu assim o molde ou pelo menos o primeiro padrão de romance guineense.

Palavras-chave: Guerra, guineense, realismo mágico, Mistida, pós-colonial

Nota biográfica
Joseph A. Levi
Doutorado em Filologia/Linguística Românica (Português, Italiano e Espanhol Medieval) pela University of Wisconsin, em Madison, Wisconsin, EUA. O Dr. Levi também possui uma Laurea em Suaíli, Árabe e Estudos Islâmicos pelo Istituto Universitario Orientale, Nápoles, e uma Licenciatura em Língua Portuguesa e Estudos Lusófonos/História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa Universidade de Lisboa. As publicações, a investigação e os interesses académicos do Dr. Levi concentram-se nas seguintes áreas: Língua Portuguesa; Língua Italiana; Culturas, Literaturas, História e Civilizações Lusófonas; Filologia, Linguística e Dialectologia Românica (Português, Italiano e Espanhol Medieval); Estudos Medievais, Africanos, Islâmicos, Sefarditas e Italkitas (Judeus Italianos); Missionários em África e Ásia (séculos XVI-XVIII); Protestantismo no Mundo Lusófono